Aborto não: eles escolheram conhecer seu filhinho, que nasceria para uma vida breve

0

Nenhum pai quer sequer pensar na hipótese de ver o próprio filho morrendo.aborto

Deidrea e T.K., no entanto, tiveram de escolher entre este cenário ou a alternativa de “evitá-lo”… matando o bebê ainda no útero. Eles escolheram respeitar a vida e deixar que o filho nascesse, mesmo que a sua passagem por este mundo fosse breve.

Os médicos tinham diagnosticado que o bebê nasceria com a chamada trissomia do 13, uma doença genética rara, e orientaram os pais a fazerem o aborto.

 

Os pais recusaram: afinal, aquele era o seu filho! Eles queriam tê-lo! Eles queriam conhecê-lo! Eles queriam amá-lo!

E Thomas nasceu!

Sua passagem pela terra, conforme previsto, se limitou a poucos dias. Não havia nada que os pais ou os médicos pudessem fazer. A vida, às vezes, tem mistérios densos, dolorosos, quase impossíveis, humanamente, de se entender.

Mas aquela chance dada à vida valeu todas as penas!

Fonte: Aleteia

Ajude-nos a divulgar compartilhe !!!.