CNBB promove 1º Encontro dos Produtores de Vinho para Uso Litúrgico

0

 

Vinho_encontro-produtores3 270x126A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) promoveu nesta terça-feira, 28, o 1º Encontro Nacional de Produtores de Vinho para Uso Litúrgico, no Centro Diocesano de Formação Pastoral, em Caxias do Sul (RS). Em 2014, o Conselho Permanente indicou a realização de um encontro com as vinícolas produtoras de vinho litúrgico a fim de que o diálogo favoreça a averiguação do processo de produção e canonicidade dos vinhos.

O encontro contou com a presença do bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner; do bispo de Caxias do Sul, dom Alessandro Ruffinoni; do assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia, frei Faustino Paludo; do vigário-geral de Caxias do Sul, padre Izidoro Bigolin. Também participaram das atividades os enólogos Firmino Splendor, João Francisco Brandalize e Lucindo Copat.

Sentido bíblico

No evento, o secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, falou sobre a iniciativa do diálogo com os produtores de vinho. Em seguida, frei Faustino explicou a importância do vinho para a celebração eucarística e seu sentido bíblico. Um dos enólogos, Firmino Splendor, abordou as características do vinho para o uso litúrgico que, além de observar a legislação do Ministério da Agricultura, deve seguir as orientações para a produção presentes no Código de Direito Canônico.

Os produtores debateram os critérios de elaboração do produto, a qualidade da uva, o teor alcoólico, os cuidados com o armazenamento e a conservação em diferentes regiões do país, entre outros aspectos.

Dom Leonardo lembrou que não se pode utilizar qualquer vinho na celebração litúrgica. “Deve-se observar a ação litúrgica daqueles que se reúnem para celebrar a sua fé, por isso, a qualidade do vinho para o uso litúrgico deve ser digna”, recomendou. O bispo acredita que as discussões sobre o assunto devem continuar a fim de que se busque, cada vez mais, a qualidade e uniformidade do item.

De acordo com o secretário geral, a CNBB tem a intenção de conceder uma certificação em formato de selo às embalagens e rótulos dos vinhos para a celebração da eucaristia que estejam de acordo com as especificações técnicas e orientações da Igreja.

Ao final da reunião, os participantes ressaltaram a necessidade da normatização do vinho litúrgico e definiram que o próximo encontro será realizado em 4 de novembro, em Caxias do Sul, sob a temática “Os critérios e a normatização da produção de vinho para uso litúrgico”.

Ajude-nos a divulgar compartilhe !!!.