Paróquia Santa Adélia – Santa Adélia

Sobre a Paróquia.

José Carlos Garcia – Pároco Atual

No ano de 1910, para atender as necessidades espirituais do distrito de Santa Adélia, que pertencia a Comarca de Taquaritinga, foi construída uma Capela. Esta pertencia a Paróquia São João Batista de Ariranha, cujo vigário celebrava a Eucaristia e demais Sacramentos. A padroeira Santa Adélia foi escolhida quando Dr Luiz Dumont, ao separar as terras para se tornar cidade, desejou colocar como nome da cidade o nome de uma das suas filhas, Adélia. Por isso a escolha da Padroeira e da cidade. Na época, Diocese de São Carlos, Dom José Marcondes resolveu separá-la de Ariranha. No dia 25 de Junho de 1916 cria-se a Paróquia Santa Adélia tendo como padre o frei Pedro Gimenez. Ao tomar posse padre Pedro achou uma pequena Capela onde cabiam 50 pessoas; achou também muita frieza e indiferença religiosa no município, assim registra o padre no livro de Tombo.

Em 1921 foi lançada a primeira pedra para a construção da Matriz com a direção do Padre Leão. Com incansável esforço o padre quer ver a nova igreja ao menos levantada. Isso foi possível em 1925. Após a

construção o próximo padre, Frei Estevão, trabalhou o aspecto espiritual da paróquia. Nesse período é fundada a Pia União das Filhas de Maria e dois meses depois o Apostolado da Oração. Em 1933 começa a construção da capela de Vila Botelho dedicada a Santa Teresinha, o Altar para São José e Nossa Senhora em Ururaí e a conclusão da construção da Matriz. Nesta época a paróquia passou a pertencer a nova Diocese de São José do Rio Preto. Em Junho de 1937 houve a inauguração do Distrito de Santa Rosa com a primeira Comunhão de 38 crianças do local. Muito dos frutos foram colhidos pelo esforço da comunidade e dos padres que por aqui passaram.

Merece destaque o Padre Nicolau Miranda que no dia 15 de Dezembro de 1948 institui o Dia Litúrgico da Padroeira Santa Adélia para o dia 16 de Dezembro. No dia 15 de outubro de 1967 foi

concluída e dedicada a Capela Nossa Senhora Aparecida por Dom Lafayete acompanhado pelo Padre Synval Januário. A Diocese de Rio Preto ganha o novo bispo em 1968: Dom José de Aquino. Dois anos depois a Paróquia é desmembrada de Rio Preto e passa a pertencer a Diocese de Jaboticabal. Dom José Varani visita Santa Adélia e os distritos.

Renan Ricardo de Poli Silva – Seminarista Atual

Em 1980 o Pe Antony toma posse nesta comunidade. Neste período houve missões redentoristas, novo bispo: Dom Luiz Eugênio, criação do CPP, Pastoral do Dízimo e construções. Em 1994, Pe Edson Almeida toma posse da paróquia e em 1996 o seminarista Edson Maia, filho da paróquia, é ordenado Diácono. No próximo ano Padre Paulo Mazzi foi o novo pároco e o Diácono Edson foi ordenado padre. Houve, nesse período, curso de Medicina Alternativa, tríduo sobre a família, formação teológica, formação da Pastoral da criança, entre outras atividades pastorais. Em 2000 a paróquia é desmembrada novamente e passa a fazer parte da nova Diocese: Catanduva. Em Abril, Dom Celso Queiroz visita a comunidade e meses depois presidi a Cerimônia de Dedicação da Nova Igreja Matriz. Padre Paulo despede da comunidade para estudar em Roma e o Padre Claudinei assume como pároco em 2001. Houve semana missionária, novenas, cursos teológicos, retiros, mudança de bispo: Dom Otacílio e outros trabalhos pastorais. Em 2011, Padre Jonas Pimentel assume como pároco e está atuante na comunidade até o momento. O trabalho pastoral continua com formações, novenas, quermesses, Missa nas Comunidades… Desde sua posse passaram por aqui como vigário Pe Eduardo Braga, Pe Fábio Vieira, Pe Rosinei e Pe Francisco da Silva.
No dia 09 de abril de 2015, o Pe. José Carlos Garcia tomou posse como pároco juntamente com o Pe. Francisco da Silva como vigário e Wanderlei Ramos dos Santos como Seminarista.

Pastorais e Movimentos:

Acolhida, Acólitos, Apostolado da Oração, Capelas da Mãe Rainha, Catequese, Coroinhas, ECC, Liturgia, Ministros da Eucaristia, Pascom, Pastoral Carcerária, Pastoral da Criança, Pastoral do Batismo, Pastoral do Dízimo, Pastoral do Migrante, Pastoral da saúde, Pastoral Vocacional, R.C.C., Pastoral da Sobriedade, TLC e Vicentinos.

Principais eventos:

No mês de outubro em Louvor a Nossa Senhora Aparecida.

Imagens da Paróquia

 

Padroeira da paróquia.

Santa Adélia – Dia da padroeira 16 de dezembro

A tradição oral germânica nos conta que Adélia ou Adele era a irmã mais nova de Ermina, ambas princesas, filhas do rei da Austrásia, Dagoberto II, o Bom. Hoje, todos são venerados nos altares como santos da Igreja, ainda que esse parentesco seja motivo de controvérsias, sendo, por isso, pesquisado.

Adélia foi identificada, também, como a abadessa Adola, a quem Elfrida, abadessa do Mosteiro de Streaneshalch, teria enviado uma carta. Também como Adula, “religiosa matrona nobilis”, que se hospedou no Mosteiro de Nivelles em 17 de março de 691, com um filho pequeno.

Consta que Adélia, depois da morte de seu marido, Alderico, influente nobre da região, decidiu recolher-se para a vida religiosa. Para isso, fundou o Mosteiro de Pfalzel, na região de Trèves, atual Alemanha, onde ingressou e foi a primeira abadessa. Escolheu as Regras dos monges beneditinos, como fizeram os mosteiros de Ohren e de Nivelles, o primeiro fundado por sua irmã, a futura santa Ermina.

No mosteiro, havia um hospede freqüente, o neto da abadessa, um rapaz esperto e vivaz. Seu nome era Gregório. Como conhecia o latim, ficou encarregado de ler em voz alta os textos sagrados enquanto as religiosas estivessem no refeitório. Certo dia, em 722, passou pelo mosteiro um monge inglês de nome Bonifácio, que estava retornando da sua primeira missão na Frísia. Foi acolhido como hóspede, mesmo não sendo conhecido, no exato momento em que todos estavam no refeitório, onde o jovem Gregório lia uma bela página do Evangelho em latim.

Terminada a leitura, Bonifácio se aproximou dele e expressou seus cumprimentos, mas lhe pediu que explicasse o que acabara de ler. Gregório tentou repetir a leitura, mas Bonifácio o impediu, pedindo que o jovem explicasse no seu próprio idioma. Ocorre que, mesmo lendo muito bem o latim, não conseguia compreender o que o texto dizia realmente. “Deixe que eu mesmo explicarei para todos os presentes”, disse o monge estranho. Explicou o texto latino com tanta clareza, comentou-o com tamanha profundidade e de maneira tão convincente que deixou todos os ouvintes encantados.

O mais atingido de todos foi Gregório, a ponto de não mais querer mais separar-se do monge que ninguém sabia de onde era. Apesar das preocupações de avó, Adélia permitiu que o neto partisse ao lado de Bonifácio, confiando na sua intuição religiosa e na Providência Divina. Muitos anos depois, Gregório tornou-se o bispo de Utrecht e foi um dos melhores discípulos de Bonifácio, o “apóstolo da Germânia” e santo da Igreja.

Adélia morreu pouco tempo depois, num dia incerto do mês de dezembro de 734, e foi sepultada no Mosteiro de Pfalzel. Passados mais de onze séculos, em 1868 as suas relíquias foram transferidas para a igreja da paróquia de São Martinho.

O culto litúrgico em memória de santa Adélia de Pfalzel foi autorizado pela Igreja. São duas as celebrações em dezembro: no dia 18, com uma festa local; no dia 24, junto com santa Ermina, que, sem dúvida alguma, é sua irmã na fé.

 

ENDEREÇO: Praça Adhemar de Barros, s/n
BAIRRO: Centro
CIDADE: Santa Adélia
CEP: 15950-000
TELEFONE: (17) 3571-1384

 

informacoes
SECRETÁRIA: Vânia Sueli Cavallini de Souza
EMAIL: [email protected]
SITE: www.paroquiasantaadelia.org.br
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO SECRETARIA:
Segunda a sexta das 08h00 às 11h00 e das 13h00 às 17h00
Sábado das 08h00 às 11h00

 

horariomissas
SÁBADO: 16h00 – Capela Cristo Redentor
19h30 – Matriz
DOMINGO: 07h00 – Capela Nsra Aparecida
09h00 – Matriz
10h00 – Capela São Benedito
19h00 – Matriz
1º Segunda-feira do mês 19h30 Missa Vila Vicentina2º Terça-feira do mês 16h00 Missa Asilo1º Sexta-feira do mês missa do Apostolado – Matriz1º Sábado do mês 09h00 Missa Santa Casa1º e 3º Terça-feira mês 20h00 Missa em Ururaí2º e 4º Terça-feira mês 20h00 Missa na Santa RosaQuarta-feira 19h30 missa MatrizSexta-feira às 20h00 missa Capela Santa Teresinha em Botelho

 

confissoes
SEGUNDA: a partir das 13h00
QUARTA: após a missa
SEXTA:
pela manhã