FUNDAÇÃO RECEBE OFICIALMENTE A POSITIO SOBRE PADRE ALBINO

0

A Fundação Padre Albino, na reunião de sua Diretoria Administrativa na manhã deste dia 28 de novembro, recebeu oficialmente três volumes da Positio e um volume da biografia de Padre Albino das mãos do Bispo da Diocese de Catanduva, D. Otacílio Luziano da Silva, e do Vice-Postulador da Causa, Pe. José Luiz Cassimiro.

A Positio, conjunto de documentos e depoimentos sobre as virtudes cristãs de Pe. Albino, foi entregue no dia 19 de outubro último ao Cardeal Ângelo Amato, prefeito da Congregação das Causas dos Santos, no Vaticano, pelo Postulador Paolo Vilota, pelo Pe. José Luís Cassimiro, Vice-Postulador, e pelo Bispo da Diocese de Catanduva, D. Otacílio Luziano da Silva.

D. Otacílio informou aos diretores da Fundação sobre a viagem feita a Portugal e à Itália. No Vaticano a intenção era solicitar ao Cardeal Ângelo Amato que essa Fase Romana do Processo fosse fechada em 2018, quando se completam 100 anos da chegada de Padre Albino a Catanduva. No entanto, o cardeal disse que vai se empenhar para que essa fase seja concluída em 2020.

Em Portugal, D. Otacílio e Pe. José Luiz foram recebidos pelo Arcebispo de Braga e pelo prefeito de Celorico de Basto, quando D. Otacílio pediu ajuda na divulgação da causa. Eles visitaram ainda o cemitério de Codeçoso, onde estão sepultados os familiares de Padre Albino.

Em seguida, Pe. José Luiz relembrou a cronologia do processo aos diretores e disse que agora a Positio será analisada por uma comissão de nove teólogos que fazem uma séria e meticulosa investigação acerca da vida, virtudes, escrita (se os há) e fama de santidade do servo de Deus. Depois a análise é da comissão de Bispos e Cardeais e se for provado que Padre Albino viveu de modo extraordinário as virtudes cristãs e que goza de fama de santidade entre os fiéis, se proclama de forma oficial, ante o Santo Padre, o Decreto de virtudes heroicas e ele recebe a partir de então o título de Venerável.

Pe. José Luiz esclareceu que o processo de Padre Albino está tramitando em tempo recorde, ou seja, quatro anos e meio. Ele credita esse fato ao postulador da causa, Paolo Vilota, que é tarimbado, e ao apoio incondicional da Fundação.

D. Otacílio ressaltou que esse processo, além de divulgação da fé, também divulga a Fundação Padre Albino e Catanduva e trará benefícios sociais e institucionais. “Teremos bons frutos nessa comunhão de forças entre a Igreja, Fundação, Prefeitura, Arquidiocese de Braga e a prefeitura de Celorico de Basto”, frisou ele.

Dr. Amarante agradeceu a entrega e disse que a Fundação está orgulhosa em poder contribuir com a causa, pois “é a vida de Padre Albino dentro da Fundação e dentro da vida de Catanduva e região. Vamos até o fim com essa causa”, anunciou. D. Otacílio agradeceu a Fundação por assumir a causa, pois sem o apoio dela a Diocese não teria condições de assumi-la.

Fonte: Fundação Padre Albino

Ajude-nos a divulgar compartilhe !!!.