Papa Francisco cria dicastério para leigos, família e vida e nomeia prefeito

0

Por meio de um Motu Proprio, o Papa Francisco instituiu no dia 17 de agosto o novo Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, e nomeou como seu prefeito Dom Kevin Joseph Farrell, até então Bispo de Dallas, Estados Unidos.PAPA FRANCISCO NOMEIA

Depois da criação do novo dicastério, o Arcebispo Vincenzo Paglia, até então presidente do Pontifício Conselho para a Família, foi nomeado Presidente da Pontifica Academia para a Vida e Chanceler do Instituto João Paulo II para Estudos sobre o Matrimônio e a Família.

No Motu Proprio de criação do novo dicastério, publicado no dia 17 de agosto pela Sala de Imprensa da Santa Sé, o Papa Francisco indica que “a Igreja, mãe solícita, sempre, ao longo dos séculos, teve grande cuidado e respeito pelos leigos, pela família e pela vida, manifestando o amor do Salvador misericordioso à humanidade”.

O novo organismo, explicou o Santo Padre, foi criado para adaptar “os dicastérios da Cúria Romana às situações de nosso tempo e encaixar nas necessidades da Igreja universal”.

“Em particular, o nosso pensamento se dirige aos leigos, à família e à vida, aos quais queremos oferecer apoio e ajuda, porque são testemunhas ativas do Evangelho em nosso tempo e expressão da bondade do Redentor”, indicou o Papa em seu Motu Proprio.

O dicastério vaticano começará seus trabalhos no dia 1º de setembro deste ano, com a definitiva cessação dos dicastérios do Pontifício Conselho para a Família e do Pontifício Conselho para os Leigos.

O Papa Francisco nomeou como Prefeito do novo dicastério Dom Kevin Joseph Farrell, de Dallas, um norte-americano de ascendência irlandesa – nascido em Dublin (Irlanda), irmão de Dom Brian Farrell, secretário do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos.

Antes de servir na Diocese de Dallas, Dom Kevin Joseph Farrell foi bispo auxiliar de Washington.

Em um comunicado publicado pela Diocese de Dallas, Dom Farrell expressou seu agradecimento e pediu orações “para este início do próximo e inesperado capítulo do meu sacerdócio”.

“Espero fazer parte do importante trabalho da Igreja universal na promoção do laicato e seu apostolado para o cuidado pastoral da família e apoio à vida humana de acordo com a última exortação apostólica do Papa, Amoris Laetitia, a Alegria do Amor”, assinalou.

Ajude-nos a divulgar compartilhe !!!.