Passeio Ecológico em Sales/SP

0
OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Aula Ecológica em Sales/SP

No ano de 1972, durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente, em Estocolmo, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o Dia Mundial do Meio Ambiente, que passou a ser comemorado todo dia 05 do mês de junho.

Passados 45 anos, no dia 5 de junho, data que comemoramos o “Dia Mundial do Meio Ambiente”, o Município de Sales foi cenário de estudo promovido pelo Centro de Estudos Superiores Sagrado Coração de Jesus, da cidade de São José do Rio Preto.

Nas últimas décadas, a sociedade tem percebido os graves problemas que, o desmatamento, a emissão de poluentes na atmosfera, dentre outros, fatores tem ocasionado no ecossistema.

O homem tem se tornado o seu maior predador. Tanto desrespeito à casa comum tem provocado o aumento da temperatura na terra, destruição da camada de Ozônio, contaminação do solo, do ar e das águas, assoreamento dos rios e outas degradações que põem em risco a vida das futuras gerações, em outras palavras, tanto a vida humana como a das criaturas corre perigo.

Vê-se que a ecologia é um tema atual. A Igreja Católica não é alheia. Essa, é chamada a ser defensora da vida, e, por isso, vem sendo voz profética na defesa e preservação de nossos biomas.

O Papa Francisco, tem deixado sua contribuição, como forma de alerta, dedicando uma Encíclica, intitulada “Laudato Si”; nela somos chamados a criar alternativas em defesa da terra, casa da humanidade que deve ser amada, protegida, vida para as futuras gerações.
Unidos a Francisco, os Bispos do Brasil nos últimos anos (2016-2017), têm refletido ao longo da quaresma, como tema da Campanha da Fraternidade, a preservação de nossa casa, o meio ambiente. Essa foi à motivação preliminar da qual originou esse dia de estudos em contato com a natureza.

A escolha de Sales como cenário dessa aula não foi por acaso. O município possui a maior reserva de Mata Atlântica do interior de São Paulo, além de ser privilegiada em seus afluentes, sendo banhada por três rios o Barra Mansa, o Cervo e o Tietê. O projeto saiu do papel, os estudantes deixaram a sala de aula para aprender com a Mãe Terra.

Ao longo desse dia, autoridades civis, militares e religiosas percorreram algumas das maravilhas da “Terra do Sol”. Dentre as autoridades, elencamos o Bispo Diocesano de Catanduva Dom Otacílio Luziano da Silva, o assessor estadual da Campanha da Fraternidade Pe. Drº Antônio Carlos Frizzo, diversos padres, o Comandante do destacamento da Polícia Ambiental de Novo Horizonte Subtenente Croco, o Coronel da reserva Leonildo Pinto e os seminaristas do Curso de Teologia das cinco dioceses da circunscrição eclesiástica do RP2.
Programação
Na ocasião, o grupo de estudos foi recebido no Paço Municipal pelo Excelentíssimo Prefeito Genivaldo de Brito Chaves, mais conhecido como “Ni Baiano”, pela Primeira Dama Sidinéia Batista Chaves, pelo Vice Prefeito Branco, pelos ilustres vereadores, pela Polícia Militar e secretários.

No ensejo, Ni Baiano deu as boas vindas aos participantes e mostrou-lhes as fotos aéreas da cidade e dos principais pontos turísticos. Fizeram uso da palavra o pároco de Sales, Reverendíssimo Senhor Felício Donizete Anúncio e o Drº Frizzo. No término da visita, Dom Otacílio abençoou o local e agradeceu ao prefeito e às demais autoridades pela acolhida.
Dentre as muitas belezas que essa cidade possui, foi possível a visitação dos seguintes locais: Condomínio Lago Azul,; o Cemitério dos Esquecidos, onde o Comandante Croco proferiu uma explanação do trabalho efetivo desse órgão e a necessidade de uma educação ambiental, uma vez que “os animais deixam suas pegadas por onde passam e, no entanto, os homens, marcas de degradação”. Foi visitada ainda as Matas e Rios das “Águas Claras” e o almoço foi ao som de músicas raiz entoado pelos “Filhos da Terra” na belíssima Fazenda do Português.

No período da tarde, a visita foi na Fazenda Torres, na Praia Torres, no Resort da Ilha, no Condomínio Eco Park e, terminando o dia, nas propriedades da Família Paganni.

Na cidade, o Doutor em Sagrada Escritura e atual Assessor da Campanha da Fraternidade, Pe. Frizzo, maestrou sua aula sobre o profeta Amós: “Que a justiça corra como um riacho que não seca” (Am 5,4-6).

A Equipe organizadora agradece a todas as pessoas que contribuíram para que esse projeto acontecesse. Que Deus nos ajude a amar e a proteger a obra da criação.

Ajude-nos a divulgar compartilhe !!!.