Quênia: Bispos pedem para “boicotar” campanha de vacinação

0

Os bispos do Quênia pediram o boicote geral de uma campanha de vacinação, afirmando que não deve ir para a frente, a menos que haja mais testes científicos.

A campanha de vacinação contra a pólio, promovida pela Organização Mundial de Saúde e UNICEF, estava programada para começar em todo o país dia 1 de agosto. No entanto, de acordo com a Agência Fides, os bispos alegam que o produtor não forneceu as informações solicitadas e o governo ignorou a demanda de provas sobre a validez do mesmo.

Dom Philip Anyolo, bispo de Homa Bay e presidente da Conferência Episcopal do Quênia, demonstrou a preocupação dos bispos durante uma conferência de imprensa em Nairobi.

“Não estamos em conflito com o Ministério da Saúde, mas temos o dever apostólico e moral de garantir aos quenianos vacinas seguras”, disse ele.

Esta não é a primeira vez que a conferência episcopal e o ministério da saúde encontraram-se em desacordo. No início do ano, os bispos afirmaram que uma campanha de vacinação neonatal contra o tétano era uma “forma velada de controle da população”. Ambas as instituições, depois, concordaram em experimentar todas as vacinas antes, durante e depois da campanha.

“Não queremos fazer guerra contra ninguém”, disse o Cardeal John Njue, Bispo de Nairóbi, “somente desejamos evitar que a nossa população sofra por causas externas”.

Ajude-nos a divulgar compartilhe !!!.