Sacerdote brasileiro falece durante a celebração da missa de Domingo de Ramos

0

A morte de um sacerdote brasileiro no último domingo, 29, em plena celebração da Solenidade do Domingo de Ramos comoveu católicos de todo o Brasil. Por volta das 20h, o Pe. Carlos de Assis Viana veio a óbito durante a homilia na missa que ele celebrava na Igreja Matriz de São Sebastião em Cariacica, Arquidiocese de Vitória (ES), onde era pároco. O sacerdote tinha 39 anos e pouco mais de 4 anos de padre. A morte foi resultado de uma complicação cardíaca e pulmonar. Hoje os fiéis se despediram do padre que será enterrado em Caeté, Minas Gerais, seu estado natal.

01Segundo informou a Arquidiocese de Vitória, Padre Carlos de Assis Viana nasceu em Nova União, Minas Gerais em 17 de fevereiro de 1976 e foi seminarista da Congregação Pequena Obra da Divina Providência – Orionitas -, onde cursou Filosofia e Teologia.

Ele conheceu a Igreja de Vitória e pediu autorização à Congregação para consagrar sua vida de diácono e presbítero na capital capixaba. Com a aprovação do arcebispo Dom Luiz Mancilha Vilela, iniciou, em 2010, seu estágio pastoral na Paróquia Nossa Senhora da Glória, em Vila Velha. O estágio foi concluído na paróquia São Pedro em Jacaraípe, onde em 25 de março de 2011, foi ordenado presbítero.

No dia 15 de outubro de 2010, foi ordenado diácono na Catedral. Após se tornar presbítero, assumiu em 06 de abril de 2011 como administrador paroquial na paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Brejetuba. Já no dia 20 de outubro de 2012 tomou posse como pároco na São Francisco de Porto de Santana, em Cariacica.

Por sua parte, Dom Luiz Mancilha, emitiu uma comovida nota de adeus ao sacerdote,a gradecendo a Deus pelo seu serviço à Arquidiocese de Vitória.

“A Arquidiocese de Vitória do Espírito Santo colhida de surpresa com o falecimento repentino de Pe. Carlos de Assis Viana, pároco da paróquia São Francisco de Assis, Bairro Porto de Santana em Cariacica, em tudo louva o Senhor nosso Deus, Senhor da vida e de nossa história. Sofremos com o passamento de nosso querido irmão no sacerdócio, a quem tive a graça de ordenar presbítero da Igreja, tornando-se nosso muito querido colaborador no Presbitério, extremamente zeloso no serviço ao rebanho que lhe foi confiado, discípulo missionário, homem de fé e intensa caridade pastoral. Servo fiel!”, diz a carta do prelado.

“Pe. Carlos faleceu no momento mais sagrado da vida de um sacerdote: No altar do Senhor imolou-se com Cristo sumo Sacerdote! Deus seja louvado. Choramos sua partida, mas damos graças a Deus pelo seu testemunho de fidelidade! Com Jesus até o fim para Glória de Deus Pai! Amém!””, ressaltou Dom Mancilha, que presidiu nesta terça-feira, 31, a missa de corpo presente do Pe. Carlos.

O corpo do sacerdote seguiu para Caeté, município na Grande Belo Horizonte e atual lugar de residência dos familiares do padre.

Ajude-nos a divulgar compartilhe !!!.