Padre Paulo Oliveira Costa, conhecido como Pe. Paulinho, da Comunidade Canção Nova, foi internado em Minas Gerais no sábado, 27 de janeiro, por conta de um envenenamento e o caso está sendo investigado para o devido esclarecimento.

Segundo nota de esclarecimento publicada pela Canção Nova, o missionário “Padre Paulo de Oliveira Costa (Pe. Paulinho), 41 anos, e sua mãe, Adelaide Nogueira Costa, 81 anos, sofreram uma intoxicação alimentar por envenenamento”.

“Tudo indica que foi causa acidental” indicam, ressaltando que “a perícia da Polícia Civil está fazendo a devida investigação para esclarecer o ocorrido”.

Dona Adelaide preparava o almoço quando o sacerdote foi chamado para atender um enfermo e sua mãe o acompanhou. Ao retornar, almoçaram e, em seguida, sentiram-se mal.

Ambos foram socorridos no Pronto Socorro de Ouro Fino e, à noite, o sacerdote foi transferido para o Hospital Santa Paula, em Pouso Alegre (MG), onde teve que ficar em observação devido a uma arritmia cardíaca.

Pelo Facebook, um primo de Pe. Paulinho, Cassiano Marrara pediu orações pelo sacerdote. “Ele e minha tia foram envenenados”, afirmou, ressaltando que a situação era “delicada”.

Nesta segunda-feira, Cassiano Marrara atualizou as informações sobre o quadro clínico do sacerdote, ao declarar que “a fase crítica já passou”. “Graças a Deus, minha tia e o Paulinho estão bem”, afirmou, reforçando o pedido para que todos “continuem em orações por eles”.

De acordo com a Comunidade Canção Nova, “o sacerdote e sua mãe ainda estão hospitalizados e fora de perigo”. Além disso, acrescentou que no próximo mês de fevereiro, o presbítero “irá em missão para Portugal”.

Fonte: ACI Digital

Share.