Secretário geral da CNBB pede defesa da dignidade de crianças e adolescentes

0

anec-dom-leonardo-1-640x360

“Cabe à sociedade exigir do Estado não só a efetiva implementação das medidas socioeducativas, mas também o investimento para uma educação de qualidade, além de políticas públicas que eliminem as desigualdades sociais. Saiamos ao encontro de nossos políticos, sociedade civil e estendamos a mão a essas pessoas”, disse o bispo auxiliar de Brasília e secretário geral CNBB, dom Leonardo Ulrich Steiner, durante reunião de planejamento estratégico da Associação Nacional de Educação Católica do Brasil (Anec), no dia 12 de junho.

Dom Leonardo fez um apelo à Anec para que haja unidade em defesa da dignidade das crianças e adolescentes, contra a diminuição da maioridade penal, considerada por ele como um desserviço.

O secretário geral da CNBB lembrou que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), ao contrário do que se propaga, é exigente com o adolescente em conflito com a lei, e não compactua com a impunidade. De acordo com o bispo, o Estatuto reconhece a responsabilização do adolescente autor de ato infracional, mas tem como horizonte a pessoa humana inserida na vida comum.

“O papa Francisco tem demonstrado, por meio de suas palavras, gestos e documentos, que a Igreja não pode se calar diante das injustiças, que poderão ainda mais agravar a situação ao invés de superá-las”, recordou dom Leonardo.

Ao final da reunião, o Conselho Consultivo solicitou que seja apresentada uma diretriz única sobre os temas debatidos e apresentados pelo grupo.

 

Ajude-nos a divulgar compartilhe !!!.