Bispos Diocesanos

null

Dom Valdir Mamede

3º Bispo Diocesano

Lema: “Para que todos tenham vida”
Nascido em Silvanópolis (MG): 21/07/1961
Ordenação Presbiteral:21/05/1988
Nomeação Episcopal:06/02/2013
Ordenação Episcopal: 16/03/2013
Posse:31/08/2019

Biografia:

Em 21 de julho de 1961 nascia na cidade de Silvanópolis, MG, Valdir Mamede. Aos 18 anos, o religioso ingressou na Congregação dos Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria (Claretianos), na Arquidiocese de Pouso Alegre, MG. Entre os anos de 1981 e 1983, estudou Filosofia na PUC de Minas Gerais. E pelos quatro anos seguintes, estudou Teologia no Studium Theologicum de Curitiba. Em 21 de maio de 1988, pela imposição das mãos de Dom João Bosco Óliver de Faria, então bispo auxiliar da Arquidiocese de Pouso Alegre (MG), dom Valdir recebeu sua ordenação sacerdotal. De 1998 a 2000, atuou como Vigário na Paróquia do Imaculado Coração de Maria, em Pouso Alegre (MG); Vigário e Pároco da Igreja Imaculado Coração de Maria na cidade do Rio de Janeiro (RJ); e Pároco na Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Taguatinga (DF). Em Roma, licenciou-se em Direito Canônico pela Pontifícia Universidade Santo Tomás de Aquino e doutorou-se em Direito Canônico pela Pontifícia Universidade Lateranense, em 2002.
De volta à Brasília, sua aceitação no clero da Igreja de Brasília aconteceu em 12 de agosto de 2003, pelo Emmo Sr.Cardeal Dom José Freire Falcão; e sua Incardinação  na Arquidiocese da Capital se deu no dia 02 de fevereiro de 2006, por ato de Dom João Braz de Aviz.
Serviu como padre na Igreja Nossa Senhora do Carmo, no Gama (DF), e como Pároco da Imaculado Coração de Maria, no Park Way.
Também trabalhou como Vigário Judicial Adjunto do tribunal Eclesiástico de Brasília; e hoje ainda acumula as funções de: professor de Direito Canônico no Seminário Arquidiocesano Nossa Senhora de Fátima de Brasília; Professor no Curso Superior de Teologia da Arquidiocese de Brasília; Presidente do Tribunal Eclesiástico Interdiocesano e de Apelação de Brasília; Membro do Conselho Presbiteral Arquidiocesano e Membro do Conselho Episcopal. Dom Valdir foi nomeado pelo, na época, Papa Bento XVI, no dia 06 de fevereiro de 2013 e sua ordenação Episcopal foi realizada no dia 16 de março deste mesmo ano.

Principais atividades pastorais como missionário claretiano:

– 1988: Vigário paroquial na Paróquia do Imaculado Coração de Maria, em Pouso Alegre (MG);
– 1989-1992: Vigário paroquial e pároco (1992-1995) da Paróquia Imaculado Coração de Maria na cidade do Rio de Janeiro (RJ);
– 1992-2000 – Pároco da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Taguatinga (DF).

Atividades como membro do Clero da Arquidiocese de Brasília:
2003 – 2007: Pároco da Paróquia Nossa Senhora do Carmo, no Gama (DF);
2007 – 2013: Pároco da Paróquia Imaculado Coração de Maria no Park Way.
O novo bispo também foi Vigário Judicial Adjunto do tribunal Eclesiástico de Brasília entre 2004 e 2007. Desde 2004 também, ele é professor de Direito Canônico no Seminário Arquidiocesano Nossa Senhora de Fátima de Brasília. Monsenhor Mamede também leciona no Curso Superior de Teologia da Arquidiocese de Brasília.

Outras funções que exerce atualmente:
– Presidente do Tribunal Eclesiástico Interdiocesano e de Apelação de Brasília;
– Membro do Conselho Presbiteral Arquidiocesano;
– Membro do Conselho Episcopal.

null

Dom Eduardo Benes de Sales Rodrigues

Administrador Apostólico

Lema: “Manso e humilde de coração”
Nascido em Rios Forte (MG): 25/06/1941
Ordenação Presbiteral:13/12/1964
Nomeação: 11/03/1998
Ordenação Episcopal: 21/06/1998
Apresentação como Administrador Apostólico: 18/10/2018 até 31/08/2019

Biografia:

Dom Eduardo Benes de Sales Rodrigues nasceu no dia 25 de junho de 1941, em Bias Fortes/MG. Filho de José Justino Rodrigues e Aurora Sales Rodrigues. Iniciou seus primeiros estudos no grupo escolar Cardeal Mota, entre os anos de 1947 a 1951.

Aos 10 anos entrou para o Seminário Diocesano Santo Antônio, em Juiz de Fora/MG. Depois de concluir o Seminário Menor foi promovido para o Seminário Maior São José, na cidade de Mariana/MG. A ordenação sacerdotal foi aos 13 de dezembro de 1964 na Catedral de Juiz de Fora, por Dom Geraldo Maria de Moraes Penido.

No dia 4 de julho de 1993 foi nomeado Vigário Geral da Arquidiocese de Juiz de Fora. Alguns anos depois, em 1998, o Papa João Paulo II nomeou padre Eduardo para ser Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Porto Alegre/RS, onde permaneceu até o ano 2000. Em 10 de janeiro de 2001 foi nomeado também por João Paulo II, Bispo Diocesano de Lorena/SP, sucedendo Dom João Hipólito de Morais.

No dia 4 de maio de 2005, o Papa Bento XVI o nomeou Arcebispo Metropolitano de Sorocaba para suceder a Dom José Lambert, que esteve à frente da Arquidiocese durante 25 anos. No dia 25 de junho de 2005, Festa de São Paulo e São Pedro, Dom Eduardo recebeu das mãos de sua Santidade, o Papa Bento XVI, no Vaticano, o Pálio – insígnia litúrgica de honra e jurisdição abençoada pelo Papa. Os Pálios, compostos por uma faixa de lã branca com seis cruzes pretas, são usados pelos arcebispos metropolitanos em suas Igrejas Particulares e Províncias Eclesiásticas.

Tem como lema episcopal “Mitis et Humilis Corde” – “Manso e Humilde de coração”.

null

Dom Otacilio Luziano da Silva

2º Bispo Diocesano

Lema: “Revesti-vos da caridade”
Nascido em Maracaí (SP): 31/10/1954
Ordenação Presbiteral: 06/12/1987
Nomeação: 21/10/2009
Ordenação Episcopal: 30/12/2009
Posse: 17/01/2010

Biografia:

Natural de Maracaí (SP), dom Otacílio nasceu em 31 de outubro de 1954. Foi ordenado em 06 de dezembro de 1987, na cidade de Assis (SP). Estudou Filosofia na Universidade Estadual de São Paulo (Unesp) e Teologia no Instituto Teológico Rainha dos Apóstolos, ambas as instituições em Marília (SP). Dom Otacílio é pós-graduado em Parapsicologia.

Antes de ser nomeado bispo, em 21 de outubro de 2009, foi vigário geral da diocese de Assis, reitor do Seminário Provincial Sagrado Coração de Jesus, em Marília, e membro do Conselho de Presbíteros e do Colégio dos Consultores da diocese de Assis por duas vezes.

Bispo de Catanduva desde 17 de janeiro de 2010, dom Otacílio escolheu como lema “Revesti-vos da caridade”. Em sua trajetória como pastor, foi responsável pela Pastoral Carcerária entre 2014 e 2016.

null

Dom Antônio Celso de Queiroz

1º Bispo Diocesano

Lema: “Amou até o fim”
Nascido em Pirassununga (SP): 24/11/1933
Ordenação Presbiteral: 17/04/1960
Nomeação: 15/10/1975
Ordenação Episcopal: 14/12/1975
Posse: 25/03/2000

Biografia:

Nasceu em Pirassununga, SP, no dia 24 de novembro de 1933. Realizou os estudos de primeiro e segundo graus em Campinas entre 1946 e 1952 e estudou Filosofia na Faculdade Nossa Senhora da Assunção, em São Paulo, entre 1956 e 1957 e na Pontifícia Universidade de Comillas, Espanha, de 1957 a 1962, onde foi ordenado Presbítero em 17 de abril de 1960.Sua nomeação Episcopal foi no dia 15 de outubro de 1975 e sua ordenação ocorreu na Catedral de Campinas, em 14 de dezembro de 1975. Foi professor do Seminário Diocesano de Campinas, de 1961 a 1962; Assistente de JECF e da ACI, professor de Iniciação Teológica e de Doutrina Social da Igreja na Universidade Católica de Campinas, entre 1961 e 1969, e da PUC-SP, entre 1968 e 1970, Vigário Geral da Pastoral e Coordenador da Pastoral da Arquidiocese de Campinas, Assessor da CNBB, de 1971 a 1975, Subsecretário Geral da CNBB, entre 1972 e 1975, e do Regional Sul 1, em 1975.Foi indicado por Dom Paulo Evaristo Arns como seu Bispo Auxiliar para a Região Ipiranga em São Paulo, em 1975, recebendo a Ordenação Episcopal na Catedral Metropolitana de Campinas no dia 14 de dezembro desse mesmo ano, por Dom Antonio Maria Alves de Siqueira. Foi membro da Comissão Episcopal de Pastoral Linha 1, Secretário Geral da CNBB por duas gestões, junto ao CELAM (1995/1998), Delegado à Assembléia Especial do Sínodo dos Bispos para América. Em 09 de fevereiro de 2000 foi nomeado pelo Papa João Paulo II para Diocese de Catanduva, onde se encontra até a data de hoje como emérito. Foi, também, Vice-Presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB.