null

Pe. FÁBIO VIEIRA

Pároco

PARÓQUIA SANTO ANTÔNIO - PINDORAMA/SP

HORÁRIO DE MISSA

Segunda: 06h00
Terça: 06h00
Quarta: 06h00
Quinta:
06h00
Sexta:
06h00
Sábado: 
16h00
Domingo: 07h00 / 10h00 / 19h00
1ª Sexta do mês: 19h30

Capela Santa Rita: toda quinta feira 19h30

CONFISSÃO

Agendar na secretaria paroquial

INFORMAÇÕES GERAIS

Secretaria funcionamento:
Segunda a Sexta: das 08h00 às 11h00 das 13h00 às 17h00
Sábado: das 8h00 às 11h00
Endereço: R. Nelsom Fiblioni, 121
Bairro: Centro
Telefone: (17) 3571-4285
E-mail: [email protected]

PADROEIRO DA PARÓQUIA

Santo Antônio, doutor da Igreja – Dia do padroeiro 13 de junho

Neste dia, celebramos a memória do popular santo – doutor da Igreja – que nasceu em Lisboa, em 1195, e morreu nas vizinhanças da cidade de Pádua, na Itália, em 1231, por isso é conhecido como Santo Antônio de Lisboa ou de Pádua. O nome de batismo dele era Fernando de Bulhões y Taveira de Azevedo.

Ainda jovem pertenceu à Ordem dos Cônegos Regulares, tanto que pôde estudar Filosofia e Teologia, em Coimbra, até ser ordenado sacerdote. Não encontrou dificuldade nos estudos, porque era de inteligência e memória formidáveis, acompanhadas por grande zelo apostólico e santidade. Aconteceu que em Portugal, onde estava, Antônio conheceu a família dos Franciscanos, que não só o encantou pelo testemunho dos mártires em Marrocos, como também o arrastou para a vida itinerante na santa pobreza, uma vez que também queria testemunhar Jesus com todas as forças.

Ao ir para Marrocos, Antônio ficou tão doente que teve de voltar, mas providencialmente foi ao encontro do “Pobre de Assis”, o qual lhe autorizou a ensinar aos frades as ciências que não atrapalhassem os irmãos de viverem o Santo Evangelho. Neste sentido, Santo Antônio não fez muito, pois seu maior destaque foi na vivência e pregação do Evangelho, o que era confirmado por muitos milagres, além de auxiliar no combate à Seita dos Cátaros e Albigenses, os quais isoladamente viviam uma falsa doutrina e pobreza. Santo Antônio serviu sua família franciscana através da ocupação de altos cargos de serviço na Ordem, isto até morrer com 36 anos para esta vida e entrar para a Vida Eterna.

SOBRE A PARÓQUIA

Em 1914 existia no local da Igreja Matriz uma capela dedicada a Santo Antônio. Desde então, até 1931, esteve sob a jurisdição direta do vigário da Paróquia de Santa Adélia, bispado de São Carlos. Quando vigário o Frei Theodoro Beá, deu-se início à construção da igreja, sendo que, em 14 de outubro de 1928, a pedra fundamental da futura matriz foi lançada. Era o Dr. Dario Cordovil Guedes o engenheiro responsável pela edificação, iniciada, de fato, em 1929, sob a direção dos Padres Agostinianos Recoletos, de origem espanhola. Em 22 de Julho de 1931, o bispado de São José do Rio Preto na pessoa do bispo Dom Lafayette Líbano, assinou o decreto de fundação de nossa paróquia, sendo encarregado dela, na ocasião, o frei Thomaz Martinez do Carmo. A instalação da paróquia  ocorreu em 9 de agosto de 1931 e, como preparação da instituição da paroquia, celebrou-se um tríduo em louvor a Santo Antônio, padroeiro, com  pregação e expressivo número de comunhões. Esse tríduo culminou com a primeira missa paroquial, quando se fez a leitura do referido Decreto e a explicação ao povo do significado da criação da paróquia. A nomeação do primeiro pároco, vigário Gregório Nafria, deu-se em 1º de Maio de 1932.

 

As obras estiveram paralisadas até julho de 1935, quando, no dia primeiro do referido mês, o Pe. Antimo del Pozo reiniciou a construção, levando-a a cabo no curtíssimo prazo de 18 meses, com verbas obtidas através das dezenas de quermesses promovidas pela sociedade católica local. por fim, sua solene inauguração deu-se no dia 8 de dezembro de 1936.

 

Segundo consta em jornais, documentação e na própria igreja, entre as famílias, pessas e empresas que contribuíram ativamente para a construção da igreja e sua elevação a paróquia, podemos destacar: Georgina F. Corsi, Adélia P. Conte, Júlia de Souza, Anna B. da Silva, João Guerra, Barbieri e Filhos, Alfredo Guimarães Louzada, Fuad Hawila, Ângelo Nino, Antônio Tavares Prata, Thomaz Bruno Bachiega, B. Marão e Cia, João Ribeiro, Miguel Jorge, Octávio Lima Pott, Priscila Barrionuevo, Manoel Vieira, Maria Eugenia Barbedo Guimarães, Celso Pozetti, Humberto Ignotti, Orlando Bento Lainetti, José Augusto Frey, Antonio Henrique Laranjeira, Wenceslau Furlan, José Geroza, Casa Nassar, Luis Colombo, Eugênio Ignotti, Casa Relâmpago, Manoel Rodrigues Maia, Posto São João, Farmácia Santa Cruz, Farmácia São Jorge, Família Almeida, Mário R. Simões, José Bassi Júnior, Antônio V. Assis, José Fidalgo, Antonio Vive, Alfredo Kunze, Luis Stersi, José Bolognini, Francisco Antinhani, José Franquino, D. Carmem Cassemiro, Augusto Jorge Estevam, Rocco Jacovino, Daniel P. S., Eunice Rodrigues, Aldo Lainetti, João Bassi, Casa Zambrano, João Soares de Oliveira, Arminda C. Mattos, Luis Jorge, Alberto Domingues, Antonio Bitlim, José Fonseca, Ozires Policarpo de Sousa, João Cervantes, Antônio Gonçalves de Oliveira, Abrão Jorge Conca, Antonio Ferraz dos Santos, Carolina Ferraz Affonso, Maria Affonso, Eliza Ferraz, José Antonio Ferraz, Luiz Rodrigues, José L. de Oliveira, Flávio Casalli, Irmãos Séver, Américo José Fernandes, Eliezer Ferraz, José Simplício, Antonio Spina, Alípio Luiz Dias Junior, Domingos João, Manoel Felippe de Mattos, C.A. de Magalhães, Raul S. Marinho, Secundino Fernandes, Joachim Baptista, Bruno Bacchieg, Alfredo Ferreira, João Ribeiro Albuquerque, Maria Zago, Annita Bittencourt, Família Adami, Mariquita Unzer Dias, João Pistulati, Rosa Patrão, Família Giménez, Família Godas, Família Trondoli, Família Guardia, Família Busnardo, João Polimeno e família, Família Abramo Borsato, Família João Caparroz, entre tantos outros.

FOTOS DA PARÓQUIA